izmir escort izmir escort porno porno

O Departamento de Ciências Fisiológicas está com inscrições abertas até terça-feira, 20 de novembro, para o curso de especialização em Fisiologia Humana. O curso é voltado aos profissionais das áreas de saúde e biológicas . Para participar, os candidatos são submetidos a um processo seletivo, que inclui análise curricular.

O curso tem duração de 18 meses e será ministrado somente aos sábados, visando atender, principalmente, a quem já está no mercado de trabalho. As aulas têm início no dia 1º de dezembro deste ano e o valor das mensalidades é de R$ 380.

Para se inscrever o candidato deve pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 200 no Banco do Brasil. O boleto está disponível no site do Tesouro Nacional pelo link: https://consulta.tesouro.fazenda.gov.br/gru/gru_simples.asp. Após efetuar o pagamento o candidato precisa se dirigir à sede do Laboratório de Fisiologia do Instituto de Ciências Biológico, localizada no Campus Universitário, Bloco D, Setor Sul, na Avenida Rodrigo Otávio, 6.200, Coroado, Zona Sul de Manaus, para fazer a inscrição. Na ocasião é necessário apresentar os seguintes documentos:

- cópia do diploma de graduação nas áreas biológicas ou saúde; 

- do histórico escolar do curso de graduação; curriculum vitae; duas fotos 3x4; formulário de inscrição impresso e preenchido no ato da inscrição e o comprovante do pagamento da taxa de inscrição.

Segundo a coordenadora, professora Rosany Piccoloto Carvalho, o curso de especialização em Fisiologia Humana foi criado para atender a demanda existente na cidade de Manaus, que amarga uma escassez de profissionais com formação nessa área. “Aqui na nossa região esse tipo de profissional é escasso. Para ter formação nessa área, era preciso sair de Manaus e, agora, eles têm essa oportunidade por meio da Universidade Federal do Amazonas. O estudo da Fisiologia é fundamental para todo profissional da área da saúde ou da área biológica porque possibilita o conhecimento sobre as funções físicas, orgânicas e químicas dos seres vivos”, destaca a professora reforçando que 90% dos professores do curso são doutores e 10% são mestres.